Video

Kuala Lumpur Day-Night

Kuala Lumpur DAY-NIGHT from Rob Whitworth on Vimeo.

Kuala Lumpur: super-modern buildings juxtaposed with various cultural enclaves and with a little of Asia’s chaos thrown in. My time lapse explores how the city changes from day to night highlighting how spaces dramatically alter during the course of a few hours.

As summarised by Marc Lourdes on Yahoo! Malaysia:

“5 months. 400 hours of solid work. 4 cameras. 40 shoots. 640 gigabytes of data. 19,997 photographs.”
http://my.news.yahoo.com/time-lapse-photographer-releases-stunning-video-of-kl.html

Cameras / lens used,
Nikon D800
Nikon D7000 x2
Nikon D3200 (Backup body)
Nikon 16-35 f/4G AF-S VR Zoom Nikkor
NIkon 10-24mm f/3.5-4.5G ED AF-S DX
Nikon 70-200mm f/2.8G ED AF-S VR II
Nikon 50mm f/1.4G AF-S
Nikon 10.5mm f/2.8G ED AF DX Fisheye

Special thanks to:

Special thanks to Maybank for collaborating with Eco Knights to inspire sustainable living in Malaysia.
The shots of KL city in the video were taken from Menara Maybank.

EcoKinghts – http://www.ecoknights.org.my

Music: Clams Casino – I'm God
facebook.com/clammyclams

Copyright © All Images Rob Whitworth 2012 – http://www.robwhitworth.co.uk

Music Industry Blog

Yesterday Apple announced that it had reached the milestone of 25 billion songs sold.*  The number is impressive by any means and brings yet more important context to the current scale of streaming versus downloading.   But of course music downloads are just one part of Apple’s business, and not a hugely important one at that.  Apple sells downloads to improve its device proposition.  As I have written before, it is effectively monetized CRM, and interestingly in these days of increased investor scrutiny, music sales are actually a low margin revenue stream for a company which prides itself on high margins.  Which means the better that music sales do, the more they dent Apple’s profit margins.

apple device and download sales copy

But the really interesting trend that the 25 billion downloads reveals is that the surge in iPhone and iPad sales has brought a very significant boost to iTunes sales (see figure).  This has major implications…

View original post 285 more words

A Origem

Com origem no termo latino orīgo, a palavra origem refere-se ao princípio, ao nascimento, ao manancial, à raiz e à causa de algo. Da mesma forma, de acordo com o Dicionário da Porto Editora, é a pátria, o país onde alguém nasceu, teve início a família ou de onde algo provém.

Por outro lado, a origem é o princípio, o motivo ou a causa moral de algo, e a ascendência (série de ascendentes).

A noção de origem permite criar vários conceitos, como origem das coordenadas, que é o ponto de intersecção dos eixos coordenados (sistema de coordenadas cartesiano).

Na religião, a prioridade da origem refere-se à das pessoas da Santíssima Trindade que são o princípio de outra(a) que delas procedem. Por exemplo, o Pai é princípio do Verbo (Palavra do Senhor), e ambos são o princípio do Espírito Santo.

A denominação de origem (D.O. ou D.O.C.), por sua vez, é a denominação oficial que é atribuída a determinados produtos como garantia da sua proveniência e qualidade.
Trata-se de um tipo de indicação geográfica aplicada a um produto agrícola ou alimentar cujas características se devem fundamentalmente ao meio geográfico onde é produzido, transformado e processado.

Por fim, cabe destacar que “A Origem das Espécies” (ou “On the Origin of Species” na sua versão original, em inglês) é um livro da autoria de Charles Darwin (1809-1882). Foi publicado a 24 de Novembro de 1859, tendo esgotado os 1.250 exemplares impressos logo no primeiro dia. Na obra, Darwin expôs, pela primeira vez, o conceito de selecção natural e a teoria da evolução.

http://conceito.de/origem#ixzz2Jr0GYTOT